Sabemos que as Moscas podem ser insetos bem pequenos, mas sua presença pode causar desconforto, principalmente porque quando uma mosca encontrado vagando pela sua casa, pois elas podem contaminar alimentos e trazer doenças. Pensando nisso a  Univet desenvolveu uma metodologia própria para eliminar as moscas, que identifica e elimina de uma vez com a presença destes hóspedes indesejados.

Nosso serviço de dedetização de moscas, utiliza produtos que são seguros e a aplicação dos mesmos não causam desconforto as pessoas que se encontram no ambiente.

 moscas

Conheça os tipos mais comuns de moscas que podem aparecer no Rio de Janeiro:

Mosca Doméstica

A mosca doméstica é uma espécie holometabólica, isto é, de metamorfose completa. Passa por quatro estágios:
Ovo – larva – pupa – adulto. A fêmea só copula uma vez, armazenando espermatozóide. Ela procura materiais apropriados, de preferência em fermentação, para efetuar a ovipostura. Após 20 horas de incubação, surgem as pequenas larvas brancas que começam imediatamente a se alimentar no meio da massa fermentada. Alguns dias são suficientes para que este inseto passe para próxima fase, a pupal. A esta altura a larva já está bem desenvolvida e procura por lugares mais secos e frescos para pupar, por isso ela migra do local onde se alimentou durante o período larval para camadas mais profundas. Enquanto pupa, ela muda de cor, passando do amarelo para o vermelho marrom e preto. Nesta última cor ela já está pronta para dar lugar à forma adulta. Esta se desvencilha da casca ou casulo com ajuda de uma membrana que ela possui no alto da cabeça que através de movimentos de vai e vem., força a saída, funcionando como uma ferramenta pneumática. Resumindo, o ciclo completo de ovo até adulto é completado em seis dias, em condições ideais.
A alimentação das moscas tanto pode se consistir de fezes, vômito, lixo e outros materiais em decomposição, como comida humana. Sua estrutura física e comportamental a tornam um agente principal na transmissão de doenças ao homem e animais domésticos. Seu corpo é recoberto de pequenos pêlos onde podem se alojar bactérias. Suas patas são formadas de uma estrutura macia, o pulvillus, cobertas de pêlos glandulares. Estes segregam uma substância colante que carreia as bactérias e outros organismos.

Esta mesma substância permite que ela possa subir e permanecer em superfícies verticais ou andar de cabeça para baixo. A mosca não possui aparelho mastigador e sim sugador, conhecido como probóscida. Ela, impossibilitada de ingerir sólidos, regurgita sobre eles e suga-os em seguida. Possuem um aguçadíssimo aparelho quimiorreceptor, detectando cheiros atrativos a quilômetros de distância e voando até estes. Possuem 2 a 3 olhos e uma alta capacidade visual, enxergando quase a um ângulo de 360º.

Há vários outros tipos de moscas menos freqüentes nas residências, mas não nas cidades. Há aquelas que se alimentam de cadáveres onde também põem seus ovos (família das Sarcofagídeas); há as moscas de cores metálicas (família da Califorídeas) que vivem do lixo, mas têm uma clara preferência por carne e seus derivados.

Há ainda as pequenas drosófilas (moscas de frutas) e as tabanídeas (moscas das cocheiras, dos cavalos ou mutucas) que picam dolorosamente. Há também aquelas pequenas moscas que incomodam muito, pois insistem em tentar pousar em nossos olhos.